19.6.08


Mas o que nós queremos


e o caminho é assim

Cavado na montanha
a descer e a subir

Cavado na planície
no capim e no mato espesso
e mesmo no milho mais alto do que nós

O esforço que fazemos

não é leve nem pesado

É o que é necessário

Guerreiro
cultivando a terra
transportando munições
ou medicamentos

Construindo um hospital uma escola
ou a estudar num país distante

O meu lugar
é lá onde a FRELIMO determina

A linha de combate
é lá onde a Revolução me leva

SOMOS SOLDADOS DA FRELIMO
CUMPRIR A MISSÃO DO PARTIDO
CAVAR O SOLO BÁSICO DA REVOLUÇÃO

PÔR UM FIM À EXPLORAÇÃO DO HOMEM PELO HOMEM
CONSTRUIR A INDEPENDÊNCIA NACIONAL
COMPLETA


Marcelino dos Santos